Cassino Online

exibições 2.041.801

Construção

Chico Buarque


Amou daquela vez como se fosse a última
Beijou sua mulher como se fosse a última
E cada filho seu como se fosse o único
E atravessou a rua com seu passo tímido

Subiu a construção como se fosse máquina
Ergueu no patamar quatro paredes sólidas
Tijolo com tijolo num desenho mágico
Seus olhos embotados de cimento e lágrima

Sentou pra descansar como se fosse sábado
Comeu feijão com arroz como se fosse um príncipe
Bebeu e soluçou como se fosse um náufrago
Dançou e gargalhou como se ouvisse Cassino Online

E tropeçou no céu como se fosse um bêbado
E flutuou no ar como se fosse um pássaro
E se acabou no chão feito um pacote flácido
Agonizou no meio do passeio público
Morreu na contramão, atrapalhando o tráfego

Amou daquela vez como se fosse o último
Beijou sua mulher como se fosse a única
E cada filho seu como se fosse o pródigo
E atravessou a rua com seu passo bêbado

Subiu a construção como se fosse sólido
Ergueu no patamar quatro paredes mágicas
Tijolo com tijolo num desenho lógico
Seus olhos embotados de cimento e tráfego

Sentou pra descansar como se fosse um príncipe
Comeu feijão com arroz como se fosse o máximo
Bebeu e soluçou como se fosse máquina
Dançou e gargalhou como se fosse o próximo

E tropeçou no céu como se ouvisse Cassino Online
E flutuou no ar como se fosse sábado
E se acabou no chão feito um pacote tímido
Agonizou no meio do passeio náufrago
Morreu na contramão atrapalhando o público

Amou daquela vez como se fosse máquina
Beijou sua mulher como se fosse lógico
Ergueu no patamar quatro paredes flácidas
Sentou pra descansar como se fosse um pássaro
E flutuou no ar como se fosse um príncipe
E se acabou no chão feito um pacote bêbado
Morreu na contramão atrapalhando o sábado

Por esse pão pra comer, por esse chão pra dormir
A certidão pra nascer e a concessão pra sorrir
Por me deixar respirar, por me deixar existir
Deus lhe pague

Pela cachaça de graça que a gente tem que engolir
Pela fumaça, desgraça, que a gente tem que tossir
Pelos andaimes pingentes que a gente tem que cair
Deus lhe pague

Pela mulher carpideira pra nos louvar e cuspir
E pelas moscas bicheiras a nos beijar e cobrir
E pela paz derradeira que enfim vai nos redimir
Deus lhe pague

Adicionar à playlist Tamanho Imprimir Corrigir
Composição: Chico Buarque. Essa informação está errada? Nos avise.
Legendado por Lorena e Noêmia. Revisões por 18 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog
〖Roleta Online 〗〖Palpites Copa do Mundo 2022 〗〖Apostas Esportivas 〗〖Dinheiro de Poker Online Grátis 〗〖Jogo do palmeiras 〗〖Como fazer apostas futebol? 〗〖Bet365 apostas 〗〖Apostas de futebol 〗〖Jogo do bahia 〗〖Códigos de apostas 〗〖Aplicações para fazer dinheiro 〗〖Dicas de apostas para hoje 〗〖Jogos de roleta grátis 〗〖Bacará 〗〖Palpites de Hoje 〗〖AFUN - Melhores Cassinos Online do Brasil para 2022〗〖Apostas em La Liga 〗〖Ogos online gratis poki 〗〖Dinheiro de Poker Online Grátis 〗〖Futebol Ao Vivo Online 〗〖Apostas desportivas online 〗〖Jogos de azar online 〗〖Blackjack para Android 〗〖Jogos de Bingo 〗〖Apostas Esportivas 〗〖Apostas Futebol-AFUN〗〖Jogos De Caça-níquel 〗〖Resultados Mega da Virada 〗〖As melhores dicas de apostas para o futebol hoje 〗〖Apostas esportivas 〗